Rafael Fazenda Santiago - Queijo Canastra
59136
single,single-portfolio_page,postid-59136,qode-core-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,canastra child-child-ver-1.0.0,canastra-ver-1.3, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,transparent_content,grid_1300,blog_installed,wpb-js-composer js-comp-ver-4.9.2,vc_responsive

Rafael
Fazenda Santiago

Desde os três anos de idade, Rafael Neto acordava cedo; saltava da cama e tateava o chão para encontrar sua botinha.

Queria correr logo para o curral. Lá já lhe esperava seu avô – entre os mugidos de vacas e bezerros – a tirar o leite da manhã, na Fazenda Santiago. Os dois passavam horas se divertindo com a feitura do Queijo da Canastra e dando nomes à criação: Pamplona, Baronesa, Serenata, Estrela…

A presença do avô ficou apenas na lembrança do neto, de seu pai, Júnior e de sua mãe, Flávia. A morte do patriarca da família levou junto a última geração acostumada a ter de subir o chapadão da serra com o gado forte em busca do pasto, na época de seca. Hoje, com o Parque Nacional, a lida é outra, mas as tradições da feitura do queijo são mantidas.

De tudo, algo não se perdeu. O pequenino Rafael vai crescendo e colocando em prática os ensinamentos e a criação dada pelo avô. Ainda hoje, ao lado de Júnior e Flávia, não se cansa de correr por entre os pés de carambola, pitanga e jabuticaba para continuar chegando cedo ao curral. O sonho dele e dos pais é o mesmo: manter viva a produção do queijo curado da Fazenda Santiago em homenagem a toda história de seus antepassados.

Se daqui por diante, Rafael crescerá sem o avô para lhe confidenciar aventuras passadas e dividir estripulias no curral ou na queijeira, por outro lado, ele poderá seguir tranquilo, pois não lhe faltarão histórias para contar aos seus futuros netos.

Telefone:

( 37 ) 98829-2060

Distância:

6km de distância do centro urbano